terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Análise de 2009 em Leituras (Tiago)


2009 chegou ao fim, e chegou a altura de fazer uma retrospectiva do ano. na imagem acima v~e-se o TOP 10 dos livros que li este ano (sendo o de cima o 1º lugar, e o de baixo o 10º). Vou fazer em baixo uma lista e falar um bocadinho acerca de cada um deles:
  • 1º Lugar: Crónica do Pássaro de Corda - Haruki Murakami; este foi o melhor dos quatro livros que li do autor nipónico este ano, e a melhor entre todas as obras que me passaram pelas mãos em 2009. Crónica do Pássaro de Corda é um romance intenso, característico de Murakami, que mistura o surreal com o quotidiano japonês, que delicia nas descrições... em que a vida se transforma num sonho ao longo dos capítulos... é o expoente máximo do que li em termos surrealistas, tema que aprendi a adorar. Adorei!
  • 2º Lugar: Auto-Retrato do Escritor enquanto Corredor de Fundo - Haruki Murakami; este livro foi entre todos o que mais mudou em mim a minha vida prática diária. Durante os tempos não pensei em quase mais nada senão em correr, senti-me inspirado a seguir o estilo de vida de Murakami, neste ensaio sobre a corrida, a escrita, a vida, e toda uma série de temas que ele aborda ao longo do... auto-retrato. Um livro de memórias estupendo, uma experiência de vida merecedora de ser lida por todos. Grande lição.
  • 3º Lugar: Mil Novecentos e Oitenta e Quatro - George Orwell; Já tinha lido muitas críticas mais-que-positivas em relação a este clássico da literatura, escrito pelo génio que foi Orwell. Uma distopia que foi o berço do termo «Big Brother», e que nos coloca, de forma sublime, cativante e perturbadora, muitas questões na cabeça. Aonde a raça humana vai parar? Podemos pensar que 1984 já é um ano passado, mas ele pode chegar a qualquer momento. Esperemos que não. Sublime.
  • 4º Lugar: A Glória dos Traidores - George R. R. Martin; Este livro usou dos seus atributos, abusou dos mesmos, e deixou-me de boca aberta: divinal, como alguém caracterizou algures, este é até onde li o cume da melhor série de fantasia que já tive o prazer de ler. A crueldade do enredo para com as personagens vai contra todos os clichés possíveis e imaginários, a originalidade das histórias que se interligam, a respiração que fica suspensa de capítulo para capítulo... UAU.
  • 5º Lugar: Sputnik, Meu Amor - Haruki Murakami; o primeiro livro de Murakami que li na minha vida, peguei nele por acaso. Foi possivelmente a maior surpresa do ano. A escrita deste senhor é inconfundível, a história permanece-me na cabeça mesmo passados todos estes meses... daquelas obras que apetece reler, mas não temos tempo para tal (embora tenha lido em 2 dias).
  • 6º Lugar: A Sul da Fronteira, a Oeste do Sol - Haruki Murakami; O enredo deste livro é tão simples e tão belo ao mesmo tempo, que me marcou intensamente. Os mistérios, os segredos por revelar, as descrições, a própria narração, as personagens... foi, para mim, a confirmação de que Murakami é um excelente escritor.
  • 7º Lugar: A Filha da Profecia - Juliet Marillier; A conclusão da trilogia Sevenwaters dificilmente poderia ter sido melhor do que isto. Fainne é a melhor das três protagonistas, a história é a mais intrigante, e o meu interesse na autora atingiu o seu auge. E a capa... A não perder!
  • 8º Lugar: A Tormenta das Espadas - George R. R. Martin; Foi neste livro que reencontrei novamente o Martin que conhecera n' A Guerra dos Tronos, e que fora perdendo aos poucos e poucos ao longo dos outros volumes (sem que deixassem de ser, repare-se, muito bons!). Foi neste livro que regressou a garra que é característica nesta saga.
  • 9º Lugar: Os Maias - Eça de Queirós; alguém achou curioso que, aqui no blog, eu tenha colocado uma análise a meio deste livro, em que dizia que não estava a gostar... e no fim, dei nota 8 (em 10). Acontece que, do meu ponto de vista, notei uma evolução positiva na segunda metade deste romance, o maior que li em 2009; foi na segunda metade que as personagens, os cenários, a história, me cativaram. Duvido que vá esquecer esta leitura...
  • 10º Lugar: Aprendiz de Assassino - Robin Hobb; tendo sido o último de 2009, quer-me parecer que fechei o ano em grande. Cá está uma saga de fantasia que promete, e mal posso esperar pela leitura do próximo volume. Muito bom!
De resto, aqui vão mais alguns apontamentos acerca do ano de 2009 em termos de leituras. Li um total de 8731 páginas, li 28 livros (sendo que um deles, Brisingr, não passei da página 500, de tal forma não gostei dele). Em média, cada livro que li tinha 311 páginas. E, também em média, li 24 páginas por dia. O maior livro que li foi os Maias, com 725 páginas; o mais pequeno foi O Banqueiro Anarquista, com 57.

A estação do ano em que li mais foi o Inverno (entre Janeiro e Março), a confirmar o que se passou nos anos anteriores. A estação em que li menos foi a Primavera (entre Abril e Junho). Comparando a primeira e a segunda metade do ano, surpreendi-me, porque os valores em termos percentuais são quase iguais. Entre Janeiro e Junho li 50,1% do total de páginas, e entre Julho e Dezembro li 49,9%. Quase equilíbrio total!

Autor revelação do ano: Haruki Murakami. Não tenho sequer de pensar duas vezes. Não só é o autor revelação, como é já o meu preferido. George Martin continuou a mostrar a sua excelência. Li coisas de n géneros diferentes. Ultrapassei o meu objectivo de ler 24 livros: li 27 e meio. Podem vez abaixo a pilha de livros que li: foi preciso ajuda para a manter erguida!

Para 2010: Chegar às 10.000 páginas. A partir deste ano quero manter uma rotina de leitura regular, como já fiz este ano. Vou tentar que 33% dos livros sejam de autores de língua portuguesa, porque existe muito bom escritor a escrever em portugu~es por aí, e às vezes temos metido dentro de nós que o que é estrangeiro é que é bom. Experimentar alguns escritores novos, continuar a ler sagas em que estou a meio (alguns exemplos: As Crónicas de Gelo e Fogo, A Saga do Assassino, O Bairro, O Senhor dos Anéis...). É isto. Bom ano de leituras para todos os visitantes do blog!


9 comentários:

Canochinha disse...

Desta tua lista, li todos excepto . 1.º, o 2.º e o 6.º :)
Tens aí livros excelentes! Parabéns pelas escolhas e boa sorte para os desafios em 2010 ;)

Mariposa disse...

Excelente balanço! Gostei especialmente dos detalhes estatísticos... Muito bem! Bom ano! (sim, já começou há algum tempo, mas só agora passei por aqui). Bjos.

Sássára disse...

Aiaiai, que com isto tudo até me fico a sentir mal por só ter lido 12 livros!

Jacqueline' disse...

Fantástico. Os quatro livros que leste de Murakami estão no teu top! Não admira, ele escreve tão bem! Obrigadíssima pela sugestão, tiago.

Boas leituras para 2010!

Jojo disse...

Uma pilha de livros maravilhosa!!!
A maior parte dos livros que aí tens quero ler como os de Murakami. Depois do teu post já sei por onde começar:Crónica do Pássaro de Corda.

Boas leituras!!!

tonsdeazul disse...

«Sputnik, Meu Amor» também foi o primeiro que li de Murakami. Uma história surpreendente, que me deixou com o bichinho para voltar a ler algo mais do autor.

«1984» está no meu top de 2009. Daquelas histórias que marcam!

As histórias de Marillier fazem parte das minhas estantes há bastante tempo. :) Gosto imenso das suas trilogias e crónicas.

Eça é um dos meus autores portugueses de eleição, a seguir ao Saramago e ao José Luís Peixoto. As obras de Eça têm um retrato muito característico do nosso Portugal.

Boas leituras para 2010! :)

Bruno disse...

Como é que fizeste as estatísticas? Existe algum simulador que faz isso? Também queria fazer para mim..

Do Haruki Murakami li apenas "kafka à beira-mar" e posso dizer-te que gostei imenso e nunca tinha lido nada assim, tão profundo como este escritor escreve.

D'As Crónicas de Gelo e Fogo ainda só li os primeiros dois volumes. É uma saga mesmo viciante, cheia de intrigas.

Da lista TOP10, tenho curiosidade em ler "Aprendiz de Assassino" e a trilogia "Sevenwaters" da Marillier e já há algum tempo que pretendo ler "Mil Novecentos e Oitenta e Quatro" de George Orwell.

Continuação de boas leituras ;)

t i a g o disse...

Bruno, muito simples: escrevi o número de páginas de cada livro num papel, e a partir daí adicionei, multipliquei, dividi... fiz médias, e outras contas básicas. :) Manualmente é giro e fácil.

Obrigado a todos pelos comentários!

Ana C. Nunes disse...

Quase tenho vergonha de dizer que infelizmente ainda não li nenhum dos livros que estão no teu Top.
Mas vontade não falta. Tenho cá em casa dois do Murakami, mas nenhum do George R.R. Martin, ainda.
Quanto aos "Maias", quando fui obrigada a lê-lo no tempo de escola, não o fiz porque o achei aborrecido, mas um dia destes tenho de voltar a pegar-lhe para ver se já gosto.
O "Mil Novecentos e Oitenta e Quatro" está na minha lista de "a comprar" pois também já ouvi grandes coisas sobre ele.

Gostei muito das tuas estatísticas.

Blog Widget by LinkWithin