sábado, 9 de janeiro de 2010

Adquirições de Natal!

Nome: Drácula, O Morto-Vivo
Autores: Dacre Stoker e Ian Holt
Editora: Planeta
Tradução: Ana Catarina Neto
Sinopse: "Segredos de família, Assuntos pendentes e O mal como nunca o mundo o conheceu.
Passaram vinte e cinco anos desde que o pequeno grupo de heróis se uniu para destruir Drácula, no seu castelo na Transilvânia. Entretanto, Jonathan e Mina Harker criaram o filho. Quincey, que se tornou um jovem pormissor, ainda que por vezes ingénuo, à medida que o outrora feliz casamento dos pais se ia deteriorando numa relação amarga. O doutor Seward - no passado, um médico eminente - vive agora no tormento da paranóia e da dependência de drogas. Arthur Holmwood, o intrépido guerreiro e elegante noivo de Lucy, deixou-se consumir pelo ódio e pelo remorso. Por fim, Van Helsing, o líder destemido grupo, um homem doente e envelhecido, enfrenta o seu derradeiro inimigo: a morte. Drácula, de Bram Stoker, deu-nos a conhecer esta personagens.
Drácula, o Morto-Vivo é uma continuação do romance de Bram Stoker de grande riqueza histórica e ritmo vertiginoso, que consegue ser tão assustador como o original, mostrando-se amplamente capaz de ressuscitar as suas atmosferas. A sequela percorre frios do enredo, presentes nas notas que Bram compilou durante a pesquisa e a escrita de Drácula, que não foram aproveitados na versão final, e recupera personagens que não sobreviveram aos seus esboços iniciais. Baseando-se, ainda, numa aturada investigação do príncipe Drácula histórico da Roménia, e de outras figuras de renome, Drácula, O Morto-Vivo, é um livro fascinante e cheio de suspense, que encantará tanto os admiradores da obra-prima de Stoker como os fãs mais recentes de Drácula - aqueles que se cruzarão, pela primeira vez, com o vampiro criado por Stoker."


Nome: A Filha da Floresta
Autora: Juliet Marillier
Editora: Bertrand Editora
Tradução: Irene Daun e Lorena, Nuno Daun e Lorena
Sinopse: "Passada no crepúsculo celta da velha Irlanda. Quanto o mito era Lei e a magia uma força da natureza, esta é a história de Sorcha, a sétima filha de um sétimo filho, e dos seus seis amados irmãos.
O domínio Sevenwaters é um lugar remoto, estranho, guardado e preservado por homens silenciosos e Criaturas Encantadas que deslizam pelos bosques vestidos de cinzento e mantêm as armas afiadas. Os invasores de fora da floresta, os salteadores do outro lado do mar, os Bretões e os Viquingues, estão todos decididos a destruir o idílico paraíso. Mas o mais urgente para os guardiães é aniquilar o traidor que se introduziu dentro do domínio: Lady Oonagh, uma feiticeira, bela como o dia, mas com um coração negro como a noite. Oonagh conquista Lorde Colum com os seus sedutores estratagemas; mas não consegue encantar a prudente Sorcha. Frustrada por não conseguir destruir a família, Oonagh aprisiona os irmãos num feitiço que só Sorcha pode quebrar. Se falhar, continuarão encantados e morrerão!
Então os salteadores chegam e Sorcha é capturada, quando está apenas a meio da sua tarefa... Em breve vai ver-se dividida entre o seu dever, que lhe impõe que quebre o encantamento, e um amor cada vez maior, proibido, pelo senhor da guerra que a capturou."


Nome: O Filho das Sombras
Autora: Juliet Marillier
Editora: Bertrand Editora
Tradução: Irene Daun e Lorena, Nuno Daun e Lorena
Sinopse: "As florestas de Sevenwaters lançaram o seu feitiço sobre Liadan, que, tal como a mãe, Sorcha, herdou, além do dom da Visão, o talento de curar e penetrar no mundo espiritual. Os espíritos da floresta avisaram Liadan de que deve permanecer, para sempre, em Sevenwaters, se quer que as ilhas sagradas sejam reconquistadas aos Bretões, que as tomaram à força.
A Irlanda está em guerra. Atacantes assolam as suas costas - e uma nova fé ameaça a velha, dividindo o seu povo. Neste cenário perigoso um homem é temido, acima de todos os outros: o Homem Pintado granjeou uma reputação terrível como mercenário feroz e astuto e, com um espantoso bando, ataca aqui e ali com a mão precisa, espalhando o terror por todo o lado e desaparecendo como por magia.
De regresso a casa, vinda de acompanhar a irmã, Liadan é capturada pelo Homem Pintado. Este revela ser um homem nada parecido com a lenda. Liadan sente-se atraída por ele, apesar da antiga profecia de maldição, mas poderá ela viver a sua vida e desafiar os espíritos, ou uma maldição cairá sobre Sevenwaters devido ao seu amor proibido?
História e fantasia, mito e magia, lenda e amor juntam-se nesta história fascinante. Imagens vívidas do nosso passado Celta tecem uma história de grande mistério e romance. O Filho das Sombras lança Juliet Marillier como um talento novo e extraordinário, seguindo-se ao notável primeiro livro A Filha da Floresta."

Nome: A Filha da Profecia
Autora: Juliet Marillier
Editora: Bertrand Editora
Tradução: Irene Daun e Lorena, Nuno Daun Lorena
Sinopse: "No seguimento de A Filha da Floresta e O Filho das Sombras, Juliet Marillier apresenta-nos agora A Filha da Profecia, assombrosa conclusão da trilogia Sevenwaters. Uma história de lealdade e amor carregada de elementos mágicos, que recorda o passado Celta da Irlanda.
Fainne foi ciada numa enseada isolada na costa de Kerry, com uma infância dominada pela solidão. Mas o pai, filho exilado de Sevenwaters, ensina-lhe tudo o que sabe sobre artes mágicas.
Esta existência pacífica será ameaçada em breve, e a vida de Fainne jamais será a mesma. Quando a avó, a temida feiticeira Lady Oonagh, se impõe na sua vida. Com a perversidade que a caracteriza, a feiticeira conta a Fainne que tem um legado terrível: o sangue de uma linhagem maldita de feiticeiros foras-da-lei, incutindo nela um sentimento de ódio profundo e, ao mesmo tempo, a execução de uma tarefa que deixa a jovem aterrorizada. Enviada para Sevenwaters com o objectivo de destruí-la, vai usar todos os seus poderes mágicos para impedir o cumprimento de uma profecia.
A trilogia que apresentamos traz-nos toda a riqueza da mitologia celta e o fascínio dos contos de fadas que vivem no nosso imaginário, transportando-nos para um mundo de aventuras e misticimo."


Estava à espera de receber a Trilogia Sevenwaters, até porque o pack da Bertrand foi uma das prendas que eu meti na minha lista para o Pai Natal (sim, eu fiz uma). Mas não estava à espera de receber o outro, especialmente da parte do meu Padrinho, que foi este Verão à Roménia visitar o Castelo do Conde Drácula. Fiquei fascinada com todas estas obras e ansiosa para as ler. No entanto, ainda tenho alguns livros à frente delas (imensos!) o que me dá ainda mais sede de leitura.


Sara

4 comentários:

Morrighan disse...

Olá Sara =)

Poderias-me dizer onde conseguiste o pack? Ando louca à procura dele e não encontro em lado nenhum :|

Belas prendas :)

Desejo-te umas óptimas leituras.

Sássára disse...

Consegui-o na Bertrand, mas teve de ser encomendado e demorou alguns dias a chegar :)

t i a g o disse...

Não conhecia a existência de uma sequela do Drácula. A ler, prefiro começar pelo original, tão elogiado, e só depois passar para este.

Quanto à Sevenwaters, é quase escusado dizer que é uma trilogia linda e que me deliciou com a sua história e descrições. Não fosse a Juliet mestre nos ambientes que explora :)

Boas leituras!

p a t r í c i a * disse...

Tenciono ler a trilogia Sevenwaters. Tiveste sorte por recebê-la :D

Blog Widget by LinkWithin