segunda-feira, 5 de abril de 2010

Ler nas férias...

[Fotografia tirada daqui]

Férias da Páscoa, para todos os estudantes do ensino básico e secundário, são sinónimo de duas semanas de pausa nas actividades lectivas. Para alguém que, como eu, adora ler, significaria ainda um aumento no ritmo de leitura. Curiosamente, comigo, não. É isso que venho falar hoje. Em como as férias não me ajudam a ler.

Ora repare-se no ritmo que tinha antes do início desta interrupção das aulas, e compare-se com o que tenho actualmente. É que antes conseguia ler todos os dias mais do que um capítulo, e nestasemana e meia que já passou li muito menos. Um total de cem páginas no livro que me encontro a ler presentemente, «O Evangelho do Enforcado» de David Soares. E tal moderar na velocidade de leitura não se deve ao facto do livro não ser entusiasmante - pelo contrário! Está a ser uma leitura que apela ao ritmo, mas simplesmente eu não o consigo acompanhar.

Porquê? Porque é que, sempre que há férias, eu não consigo ler tanto? Já pensei em vários motivos: talvez porque quando tenho mais tempo livre acabo por me perder dentro dele, e distraio-me com outras coisas; porque como tenho mais tempo, vou adiando a leitura para a tarde, para a noite, e depois acabo por não ler quase nada; porque durante o tempo de aulas, sobre pressão, a leitura acaba por funcionar como tubo de escape, enquanto que das férias não preciso de me refugiar de nada; porque... não sei. A resposta é essa: não sei.

Acontece o mesmo a mais alguém? Conselhos para eu ultrapassar este meu «bloqueio»?...

Tiago
_________
Em relação ao Passatempo «A Guerra dos Tronos», quero relembrar que continuar aberto até Domingo. Ler o excerto é, além de surpreendente e divertido, algo rápido. Quarenta páginas lêem-se facilmente em uma hora. E mesmo que não sejas o vencedor e não ganhes o exemplar, ficas a conhecer a melhor saga de fantasia de sempre. Que tenho a certeza que não vais querer perder!

10 comentários:

Ana C. Nunes disse...

A mim acontece-me o mesmo (embora não seja estudante), mas seriamente não te posso dar conselhos porque ainda não descobir a "cura". XD

Sássára disse...

A mim acontece-me mais ou menos a mesma coisa... Chego a ler às duas da manhã mesmo por obrigação para ver se consigo adiantar alguma coisa do livro. Às vezes não me apetece, mas eu continuo a obrigar-me xD No entanto, acho que isso se deve ao facto de eu me deitar muito tarde. Quanto a conselhos.. Porque é que não tiras uma horinha por dia das férias? Amanhã, por exemplo, quando formos à biblioteca, eu vou levar o Dracula para, no caso de algum tempo morto, ler mais um bocadinho.

Patrícia disse...

Quem me dera ter a solução ... mas penso que isso é algo que acontece a muito boa gente. :) Sofro quase do mesmo. Sou estudante universitária, finalista, e como tal o tempo livre não é muito. Pensando que ia aproveitar esta semana de férias para ler, trouxe imensos livros para casa e o que acabou por acontecer foi que não li praticamente nada. No entanto, em tempo de aulas, parece que as leituras se tornam incrivelmente mais interessantes e necessárias e simplesmente não consigo parar de ler até altas horas da madrugada. Por isso, como podes ver, não és o único. :) E não te preocupes, às vezes é mesmo a falta de disposição para se ler ... As férias têm aquele efeito estranho nos estudantes que os torna um pouco mais preguiçosos ou alheios. Por isso, é normal.

Boas leituras e um resto de boas férias!!

Patrícia
Pedacinho Literário

Jose disse...

Quanto a mim, acho que me acontece o contrário, ou pelo menos nestas férias li mais do que quando estou em período de aulas...
Mas obviamente isso também depende do ritmo de leitura de cada um e, claro, do livro que se está a ler: no meu caso, se estiver a ler um livro que me está a interessar bastante, sou capaz de ler mais de 100 páginas de uma só vez porque tenho bastante tempo livre, o que, num dia preenchido de aulas, seria bastante complicado...

O único conselho que te posso dar é definir uma hora diária para a leitura. Se ficares "viciado" ao que estás a ler (e não tiveres nenhum outro compromisso), vais ver que, quando dás por ti, já leste mais do que inicialmente tinhas previsto. É o que eu faço, comigo resulta. Digo-me a mim mesmo "vá, mais um capítulo", e quando dou por mim já avancei bastante.

Já agora, um bom resto de férias!

tonsdeazul disse...

Tudo depende se for para algum lado ou não. Se ficar por casa a leitura continua com a mesma frequência. Se for viajar então a leitura é menor, pois por mais que leve livros na minha companhia o tempo de leitura reduz drasticamente.

Também vou iniciar um livro de David Soares, "Os Ossos do Arco-íris". Estou bastante curiosa, até porque quero ler esse que estás a ler de momento.

Continuação de boas férias, com boas leituras!

Jacqueline' disse...

A verdade é que nas férias, como vejo um tempo muito longo sem nada para fazer, - ainda que isto não se revele verdadeiro, afinal há sempre coisas a fazer, mesmo que sejam pouco ou quase nada importantes - acho sempre que vou ter imenso tempo para ler imensos livros. Isto nunca acontece, e agora que vejo, deve ser por uma razão que enumeraste, o facto da leitura ser um escape. Mas já vi aqui umas boas soluções, que vou tentar pôr em prática nesta semana...
Depois logo digo se resultam ou não comigo :)

t i a g o disse...

Sim, eu também vou colocar em prática agumas das soluções aqui apresentadas, e no fim da semana coloco aqui o meu veredicto. :)

Muito obrigado a todos!

Jojo disse...

Eu nas férias também me desleixo na leitura. Não sei que conselhos te dar porque ainda não encontrei solução. Quando estou na Universidade leio quase todos os dias mas quando estou de férias vou adiando a leitura para mais tarde e quando finalmente vou ler já é muito tarde. Eu só tive uma semana de férias na Páscoa e nessa semana li muito pouco.Mas agora que comecei em aulas outra vez leio frequentemente.Depois se encontrares resolução comunica.;)

Andreia* disse...

Também me acontece o mesmo... não só a nível de leitura mas também a nível de escrita (ainda não escrevi uma única linha que seja dos meus poemas) e outras coisas que queria aproveitar para fazer nestas férias que passaram para algo ainda mais longe que um segundo plano (talvez um terceiro ou quarto plano^^).

Goldalsky disse...

Também acho que me acontece mais ou menos a mesma coisa. Parece que há tanta coisa para fazer, que nos esquecemos da leitura. E sim, durante as aulas a leitura funciona como um escape a tudo o resto...
Bem, quando alguém encontrar a cura para este problema avisem =P
Mas acho que é normal. Por muito que quiséssemos durante as aulas nunca temos tempo para muita coisa, por isso lemos (é uma coisa que pode ser interrompida sem nos esquecermos). Nas férias, como temos tempo, parece que nos esquecemos de ler para fazer as outras coisas que não pudemos fazer antes... É mesmo assim.
Boas leituras =)

Blog Widget by LinkWithin