quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Sputnik, Meu Amor - Crítica

Talvez porque já não lia um livro que não fosse de fantasia desde Maio do ano passado, ou porque simplesmente o livro é genial, fiquei de boca aberta quando o terminei, e senti, durante a sua leitura, uma série de sensações totalmente misturadas: Nostalgia, Reflexão, Amor, Solidão, Histórias de Vida, Destino... e não é que algumas destas coisas nem sequer são sensações?

Sputnik, Meu Amor é, sem qualquer sombre de dúvidas, um livro muito bem escrito, que nos oferece pensamentos e reflexões bem inseridas numa história e num fio de acção que apenas lá estar para nos distrair (ou para nos contextualizarmos na história). Temos como pano de fundo três personagens fantásticas. K., o narrador presente. Sumire, uma jovem que nunca se apaixonou na vida até ao começo deste livro. E Miu, uma mulher de 38 anos, casada. E temos um triângulo amoroso: K. está apaixonado por Sumire, mas Sumire está apaixonada por Miu. E Miu... essa nutre uma grande empatia por Sumire, mas nada de mais.

Mas o que realmente interessa em Sputnik, Meu Amor é a qualidade dos diálogos, e o conteúdo para lá das palavras escritas que estes contém. É a perícia e a técnica com que os capítulos foram encadeados. É a relacção que une todos os pontos da história. É a solidão e a amizade, o amor e o desejo, a perda e os sonhos... li em dois dias, e simplesmente adorei. Uma história comovente, que por diversas vezes me deixou com a respiração sustida por poucos segundos.

Aconselho. Mesmo de verdade. Haruki Murakami surpreendeu-me, e em breve terei de ler outro livro dele. A sua escrita é viciante e, notei isto principalmente nos primeiros capítulos, os diálogos são originais e interessantes.

Páginas: 197

Personagem Preferida: Sumire, porque é uma aspirante a escritora, e tem em si uma alegria de viver pronta a rebentar. É impossível não gostar nem que seja só um bocadinho desta personagem. E K., o narrador presente, também não deixa de ser interessante.

Nota (0/10) - 9 (Excelente)

Tiago

Vota na sondagem da barra lateral!

3 comentários:

Pedro disse...

Ai... Este livro ali na estante está a ser tão tentador... Rss

Quando acabar de reler as Crónicas, de certeza que lerei um destes da colecção da Sábado!

Patrícia disse...

Há muito tempo que também não leio um livro que não seja de fantasia e este parece-me "apetecível" para recomeçar.
É um dos livros que vou ter em conta.

Patrícia =)

t i a g o . disse...

Acredita que vais gostar, Patrícia!

Blog Widget by LinkWithin