quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

O menino que Sonhava Chegar à Lua - Crítica

O Menino que sonhava chegar à Lua» é uma história comovente, mas ao mesmo tempo descontraída. Um diário de um menino de 11 anos com leucemia, e ao mesmo tempo uma lição de vida. Uma forma descontraída de abordar o tema da «morte», e ao mesmo tempo reflexões mais profundas acerca da existência e da vida.

Acompanhando um diário ficticio de Sam, um rapaz de 11 anos que sofre de leucemia em fase terminal, vamos acompanhando os últimos três meses da vida do rapaz. Os seus planos, a sua forma de ver as coisas, tudo do seu ponto de vista. Por entre passagens de diário, de histórias contadas por si, de desenhos feitos pelo pai ou pela irmã, por listas dos mais variados temas, e perguntas a que alega ninguém saber responder, somos guiados por uma narrativa simples, comovente, e muito significativa - somos levados a pensar e a re-pensar no sentido da vida e na forma como podemos aproveitá-la melhor.

Sam ensina a todos, com este livro, que a morte não tem necessariamente de ser uma coisa má - e através da sua visão optimista das coisas, somos contagiados pela sua alegria e vivacidade. Sally Nicholls desempenhou muito bem, neste livro, o papel de um rapazinho. Um romance para todas as idades!

Páginas: 174

Personagens Preferidas: O Sam, o Pai e o Felix.

Nota (0/10): 6 (Agradável)
Tiago

Post Scriptum: Votem nas sondagens da barra lateral, em relacção a este livro e aos outros já aqui criticados!

2 comentários:

Patrícia disse...

O livro parece interessante. Acho que o descreveste através da crítica muito bem, despertando alguma curiosidade. Como tenho uma grande lista de livros para ler, vou adicionar este para mais tarde. De qualquer maneira foi uma óptima sugestão.

Patrícia =)

p a t r í c i a * disse...

Li hoje, em uma ou duas horas. Eu dava 7/10. Mas gostos são gostos...

É um livro bonito.

Blog Widget by LinkWithin