segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Crítica - A mulher que prendeu a chuva (e outras histórias)

Este é um livro que reúne 14 contos, escritos por Teolinda Gersão, que me surpreendeu. Ultimamente tenho experimentado livros de estilos diferentes daqueles que leio, e tenho-me surpreendido sempre. Com "Mensagem", de Fernando Pessoa, passei a acreditar que um livro de poesia pode narrar uma história ao longo das páginas - tinha a ideia de que seriam apenas poemas avultos. Com este "A mulher que prendeu a chuva", passo também a acreditar num livro de contos que siga uma linha uniforme de enredo, embora as personagens que nos sejam apresentadas ao longo das 136 páginas sejam diferentes em todos os aspectos.

Em cada conto, é-nos apresentada uma situação real do nosso mundo... e depois esta vai-se desfocando, transformando-se aos poucos num sonho... e quando damos por isso a situação perante nós ou é surreal, ou absurda, ou assumiu inegavelmente os contornos do sonho.

Algumas histórias comovem, outras fazem rir, outras dizam uma áurea de de mistério em volta delas; temos de todo o tipo de contos neste livro: na primeira e na terceira pessoa; mais longos e mais curtos; pessoas com problemas na vida e pessoas sem eles... mas essa constante, da realidade que se desfoca aos poucos, está sempre lá. Um livro agradável de se ler, que nos faz sorrir no fim.

Páginas: 136

Personagem Preferida: Visto que cada conto tem protagonistas diferentes, escolher uma personagem preferida pdoeria ser uma tarefa difícil; no entanto, para mim não. O velho do segundo conto do livro foi uma personagem que me marcou bastante.

Nota (0/10): 6 - Agradável


Tiago

1 comentário:

p a t r í c i a * disse...

Estou a ler esse livro, actualmente. Algumas coisas são confusas, mas estou a gostar :)

Blog Widget by LinkWithin