domingo, 19 de outubro de 2008

O Filho das Sombras - Crítica (Tiago)

Muito bem. Desculpem-me, sinceramente, da minha parte, ter parado com isto. Embora com um ritmo mais lento, vou tentar continuar com isto. E conto com o apoio da Patrícia, espero eu ;)

PODE CONTER REVELAÇÕES, PARA QUEM AINDA NÃO LEU!

Ora bem, acabei há cerca de uma semana de ler, finalmente, o Filho das Sombras. Que vergonha, não é? Um mês e meio para um só livro... mas é assim, eu não sou muito rápido a ler, e então Juliet Marillier vou andando ainda mais devagar.

Mas adorei! Um livro que vai no seguimento d'A Filha da Floresta, no panorama das descrições influenciadas pelos sentimentos, mas que alcança um objectivo e sentido muito mais marcante que o primeiro.

A Filha da Floresta baseava-se num objectivo único: para quebrar um feitiço que mantinha prisioneiros os seus irmãos, Sorcha teria de se mater em silêncio enquanto não acaba-se de tecer 6 camisas de morugem à mão (uma planta que pica e irrita a pele). Em O Filho das Sombras, trata-se novamente de uma história de amor, mas desta vez muito mais forte: a protagonista, Liadan, confronta-se a certa altura com um problema dantesco... terá de escolher, segundo as Criaturas Encantadas, ficar com o seu filho ou com o seu "verdadeiro amor".

Uma caracteristica engraçada é que não se chega a perceber bem quem é, afinal, o Filho das Sombras. Para quem já leu, aceitam-se opiniões! Será o Bran? O Johnny? O Ciáran?...

Muito, muito bom! ;) Um romance à la Juliet Marillier. E venha A Filha da Profecia (mas só daqui a uns mesitos!)

Nota: 8 (Muito Bom)

Personagens preferidas: Liadan (pela consistência que apresenta e pelo seu realismo) e Niamh (porque a adorei, enquanto personagem inconstante na primeira e na segunda metade do volume).

Tiago.

4 comentários:

SkyStorm disse...

Esta trilogia foi a minha estreia com Juliet Marillier! Uma das coisas que adorei é que a escrita dela (não só aqui como em todas as obras que li) nos consegue prender, mesmo quando por vezes nos deparamos com uma cena já "típica" dos livros dela. Quanto à saga em si, só tenho a dizer que para mim cada livro é melhor que o anterior. O Bran e o Ciáran são duas personagens espectaculares, bastante misteriosas.

Kath disse...

E por acaso este foi o que menos gostei dos três de Sevenwaters, apesar de a maioria das pessoas o preferir. Sou do contra. :P

fairybondage disse...

também li à muito pouco tempo a trilogia e adorei!!! O giro é que vim parar ao vosso blog, porque ao pesquisar imagens destes livros para a minha critica no meu blog, parei aqui e gostei!!!LOL Quanto à tua pergunta eu acho que é o Bran!!!

Mil beijinhos

Anónimo disse...

Adorei este livro tanto quanto ao primeiro,apesar de muitas coisas ficaram por dizer!Quem é afinal o Filho das sombras? Quanto a mim,penso que é o Ciaren apesar de fazer mais sentido ser o Bran,porque é uma das personagens principais,mas há uma parte do livro em que Ciaren diz a liadan que é o filho das sombras e que nunca podia ser um druida,devido a sua linhagem maldita.

Blog Widget by LinkWithin