quinta-feira, 22 de julho de 2010

Um pequeno jogo (2)

Caros leitores do Lydo e Opinado, mais uma vez aqui estou eu para vos desafiar a abrir a página número 100 do livro que estejam a ler e a copiar o segundo parágrafo. Não se esqueçam de identificar o livro no fim, pois pode haver alguém que fique interessado na sua leitura!


"- Tu tens relutância em falar. Como é que eu posso ser uma boa mãe para aqueles rapazes se não os conheço? - Suspirou expressivamente, com o rosto triste. - Receio que Colum tenha favorecido alguns dos seus filhos em detrimento de outros. Detecto uma atmosfera gelada no que diz respeito ao jovem Finbar. O que é que ele fez para merecer tal censura? Será apenas relutância em participar nas perseguições da guerra? Ou nunca perdoou à mãe por ter morrido, deixando-o sozinho?"


em A Filha da Floresta de Juliet Marillier


Boas leituras!


Sara

22 comentários:

Clube Dos Livros disse...

"Segunda noite. Depois de umas escassas trinta horas de ter sido operada, sem quase me poder mexer, contorço-me de dor."

"à noite sonhei que tinha peito" de Mariela Michelena

BroTTas disse...

Espreitou pelo visor.
Esperou que o filho e ela aparecessem juntos no visor.
´Fiquem quietos só um instante'. Não valia a pena pedir-lhes que posarem: estavam muito excitados. seguiu-os com a objectiva e pressionou o obturador.
clic.

Lisboa Triunfante de David Soares.

Jose disse...

Rob não estivera seis anos com ele para nada. Encolheu os ombros em sinal de dúvida."

"O Físico" de Noah Gordon

tonsdeazul disse...

«Beatriz partia para o futuro, deixando os seus laços com o passado atrás de uma porta firmemente cerrada. Rana, a velha ama, no fundo a verdadeira mãe de Ester, não conseguia fazer o mesmo. A noite da véspera da partida passou-a acordada na companhia de Ester, contando velhas e intermináveis histórias. Compensando como podia a longa separação que as aguardava, cada uma daquelas histórias sobre a infância da sua menina continha uma recordação, constituía ainda um frágil eco de um amor que ela afirmava, deste modo, ter força para sobreviver à distância.»
«As Fogueiras da Inquisição», de Ana Cristina Silva

JoanaMata disse...

"O Vasco emborcou a cerveja e quis falar, engasgou-se na pressa, tossiu e encostou o corpo à mesa, a imiscuir-se"

(:P)

"O Passado Que Seremos" - Inês Botelho

Mira disse...

"Patrick sentiu-se um pouco nervoso. Há muito tempo que não preparava um jantar para uma mulher. Ainda mais, para uma mulher pela qual sentia uma forte atracção. Tudo teria de ser perfeito."

A Princesa de Gelo de Camilla Lackberg

Jessica disse...

"Não se descortinavam árvores, ribeiros, ou sequer uma minúscula pradaria em que se pudesse pastar um simples jumento, e a atmosfera era tão seca que obrigava a tossir constantemente."

Piratas, de Alberto Vázquez-Figueroa

rosinha disse...

"Respondi-lhes que não fazia ideia, mas que duvidava que fosse."

Memórias da Tristeza e da Alegria, de Elizabeth Kim

dee disse...

"É claro que a resina dá um ar um pouco camping e piquenique. Teria sido mais chique em teca. Bancos com classe que ganham lentamente uma bonita pátina e alguns líquenes sob o carvalho centenário plantado pelo bisavô no meio da propriedade... Mas bem, temos que pegar no que nos deixam."

Queria ter Alguém à Minha Espera num Sítio Qualquer, de Ana Gavalda

macy disse...

"Lily? És tu?"

O Pacto da Meia-Noite de David Whitley

joca disse...

"O gato que eu vi esta manhã era, sem dúvida, o Humphrey: mais magro, mais desgrenhado, cheio de pulgas e sem qualquer identificação, mas era ele, disso não tenho dúvidas. As histórias postas a circular de que ele teria «ido para um bom lar algures em Streatham» são falsas. Sem dúvida que a verdade virá um dia ao de cima, quando os documentos do Governo forem tornados públicos de acordo com a regra dos trinta anos. Nessa altura já terei mais de sessenta anos, mas terei a satifação de saber que dei várias cabeças de bacalhau ao gato desprezado do Primeiro Ministro, ajudando-o assim a sobreviver nas perigosas ruas do Soho."

Adrian Mole na Idade do Cappuccino, de Sue Townsend

Kel disse...

"Shandy sorveu vários golos profundos do líquido aquecido pelo sol. Parecia, também, ser feita de vapores e quando inspirou ao entregar a garrafa, teve a sensação de tomar outro golo."

Vodu nas Caraíbas de Tim Powers

nina disse...

"-Ai!"

Meu Pé de Laranja Lima, de José Mauro de Vasconcelos

Bonnie disse...

"Pondo-se de pé, guillaume Manchon dirige-se para a saída.
- Bom, amigos, a conversa versa sobre um dos temas que dominram de tal forma a minha vida que é por isso que estou aqui , mas tenho que partir antes que se faça noite escura. Quero chegar a casa antes que o meu tio, presbítero Manchon, se tenha retirado para os seus aposentos"

De: A vingança de Joana D'Arc

Paula C. disse...

"Caroline ficou por momentos surpreendida. Apercebeu-se de que Salinas se identificava com Ricardo Arias. No entanto, o que mais a incomodou foi outra coisa- ele já estava a pensar nas alegações prévias."

O Olhar de Uma Criança, de Richard North Paterson

Mimi disse...

"-Não-respondeu o amigo do ferido.-Um resistente polaco meteu-nos no gueto e íamos a caminho da luta, quando nos cruzámos com uma patrulha. Éramos dez. Nem todos estávamos armados. Se ao menos eu tivesse esta espingarda à meia hora... Suspirou."

A Ilha na Rua dos Pássaros- Uri Orlev

Mimi disse...

Peço desculpa, enganei-me numa palavra: deveria ter escrito "há meia hora" e não "à meia hora".

Carla disse...

"-Para quê?-exclamava o digno procurador- para quê, meu caro senhor? Para lá não pôr os pés, para passar aqui as noites... Hoje diz que há entusiasmo, e ele aí esteve. Tem ido lá, eu sei? duas ou três vezes... E para isto dá cá uns poucos de cento mil-réis. Podia fazer o mesmo com meia dúzia de libras! Não, não é governo. No fim a frisa é para o Ega, para o Taveira, para o Cruges... Olhe, eu não me utilizo dela; nem o amigo. É verdade que o amigo está de luto."

Os Maias, de Eça de Queiroz

Leto of the Crows disse...

"- Estás mais forte - admitiu a Necromante."

Destino do Universo - Necromancia, Frederico Duarte

(É uma frase pequenina xD)

Elphaba J. disse...

"A cada volta, cada laço, cada palavra, sinto-me cada vez mais distante de Travis e tenho de morder os lábios para não desatar num pranto."

A Floresta de Mãos e Dentes, de Carrie Ryan

Samuel Rodrigues Tomé disse...

"Depois dos enforcamentos, as cabeças dos mortos eram separadas dos corpos e pregadas aos próprios postes das forcas, «para que servissem de terror e emenda aos costumes perversos»".

TAVARES, Rui (2009). O pequeno livro do grande terramoto. Tinta da China.

Goldalsky disse...

"- Sim, é para nós os dois. - Confirmou Rodrigo, tentando despresar o comentário do colega."

"O Novo Membro", Bruno Franco

Blog Widget by LinkWithin