domingo, 25 de julho de 2010

Reflexão na véspera do 2º aniversário do Lydo...

Talvez esta reflexão não tenha qualquer sentido para os leitores deste blog, mas necessito de partilhar com todos aquilo que sinto. Podemo dizer que é um desabafo que não consigo conter. Não se assustem, não vou acabar com o espaço, nem tenciono, nem faria qualquer sentido.

Este último ano crescemos exponencialmente em termos de visitas (cinco vezes mais!), comentários, mas, acima de tudo, consistência. Hoje posso dizer que sinto que o blog chegou a um nível de identidade com o qual me identifico. Temos um modelo, uma extrutura, que me satisfaz. São às dezenas os blogs que sigo. De livros. Os meus preferidos são aqueles que se assumem de uma determinada maneira, que têm a coragem de se virar numa certa dimensão e seguir em frente respeitando uma linha lógica. Há uns que se especializam em noticiar as novidades literárias que vão enchendo as nossas livrarias; outros cujas críticas já se tornaram para mim essenciais de ler; outros ainda que conseguem transmitir através do seu blog o grande amor pelos livros, cujo modo de escrever se identifica com a minha maneira de pensar.

O Lydo há um ano atrás era um blog pobrezinho. Excluindo a entrevista a Juliet Marillier, e as críticas que me davam sempre prazer a escrever, tudo o resto sentia que era... um pouco como palha, só para encher. Dia 1 de Janeiro deste ano decidi que tinha de mudar. Tinhamos de deixar de ser apenas mais um.

Não sei se resultaram as medidas que quis implantar: entrevista exclusiva a autores/editores/tradutores no primeiro dia de cada mês; um passatempo relativo à entrevista de cada mês; uma rubrica de crónicas acerca de um dado tema; a rubrica semanal "Novidade da Semana" em que nos focávamos na novidade que mais nos chamava a atenção; o esforço por manter posts diários. As visitas subiram muito... começámos a notar que, ao fim do mês, tínhamos o número de visitas equivalentes a seis meses de antes! Parecia correr bem. E ainda corre. Não sei se vou chegar ao ponto que queria falar... ao desabafo em si...

Tudo isso me encheu de orgulho. Um orgulho bom, de quem se esforçava e via o seu trabalho ser recompensado. Erámos três: eu, a Patrícia, e a Sara. Todos postando, todos vivendo o blog. Nos bastidores, isto é, fora dos blogs, combinávamos espécies de calenderizações - dia tal vai-se postar isto, dia y aquilo... ninguém posta no dia a seguir a uma entrevista para dar mais destaque à mesma... e as visitas subiam, e eu sentia-me feliz. E sinto. É só que... aqui vai:

Se calhar é de mim, mas sou uma pessoa que se anima e desanima com grande facilidade. Sou uma pessoa demasiado perfeccionista, também, ao ponto de não postar um dia e começar a pensar que, à custa disso, vou começar a perder visitantes!! E depois, desculpem tocar neste assunto, sinto que nos blogs existe aquela coisa de 'para me comentarem tenho de comentar nos outros', o que é triste. Não que tenha a ver com isso. Mas para mim um comentário, para além do seu conteúdo mais, ou menos, rico e importante, é um ânimo para se continuar.

No fundo não sei se me consegui explicar. Provavelmente não. É que às vezes... aqui vai outra tentativa... o cansaço pesa, e postar todos os dias torna-se impossível. E há alturas em que apetece ler até cair para o lado, e outras em que, sem deixar nunca de gostar de ler, me desvio um pouco para o lado da música, da escrita, e as leituras avançam mais devagar - o que vai influenciar o blog.

Nada disto teve interesse, acho eu. Mas amanhã o blog faz dois anos, e eu não consigo deixar de sentir uma grande emoção por tudo o que fiz aqui, o que já consegui.
Muito, muito obrigado a todos os que vêm.

Tiago

PS: Depois de reler, chego à conclusão que o que queria dizer era isto - quando falho nalgumas rubricas, quando começo a perceber que não consigo deixar posts diários, começo-me a desmotivar pensado que os leitores se desmotivam. Era isso. Mas está tudo na minha cabeça.......

7 comentários:

Clube Dos Livros disse...

Olá Tiago!
Bem desabado extenso e penso que, do meu ponto de vista e a aplicar no meu caso, estas errado nos pontos que vou dizer abaixo.

Relativamente aos blogs, não sei se acompanham o meu ou não, não sei se vos agrada ou até mesmo se o conhecem. Poderá ser aos olhos de todos mais 1, mas para mim, é "o meu e dos outros" do qual partilho aquilo que consigo e que vou podendo, uns dias mais outros menos, a vida não permite sempre e imediato actualizar ou coisas assim, por isso, no teu caso que publicas-te este post, ANIME-TE que vocês funcionam bem, eu gosto de vos seguir!


Quanto aos pontos que acho que pensas errada, e seja ou não derivado à tua ideia de seres assim e tal e coisa, mas deixo a minha opinião, aqui seguem:

"
Se calhar é de mim, mas sou uma pessoa que se anima e desanima com grande facilidade. Sou uma pessoa demasiado perfeccionista, também, ao ponto de não postar um dia e começar a pensar que, à custa disso, vou começar a perder visitantes!!
"
-> Estás errado, as pessoas "procuram-te" na mesma, se não for pela novidade, procuram aquilo que já tinhas publicado para rever ou reler, ou menos ver pela 1ª vez porque na altura não chamou atenção mas depois viu isto ou aquilo e até se lembrou de procurar no blog de referência a eles próprios a publicação caso exista, daí... Anima-te!

"
E depois, desculpem tocar neste assunto, sinto que nos blogs existe aquela coisa de 'para me comentarem tenho de comentar nos outros', o que é triste. Não que tenha a ver com isso. Mas para mim um comentário, para além do seu conteúdo mais, ou menos, rico e importante, é um ânimo para se continuar.
"
-> Bom eu tenho cá vindo comentar, não comento muito, gostava sim é claro, comentar todos os posts de todos os enne blogs que sigo, mas é-me impossível, portanto vou comentando conforme vou vendo, até vos visito para rever se nada me escapou, claro que para umas publicações tenho palavras para deixar outras não, mas isso compreendes perfeitamente.

Como vês, se calhar nem o meu blog conheces não o comentas e nem visitas, e eu não deixo de vir procurar o teu e visitar o teu por não me retribuíres.
Não vou ser mais maçudo, mas se precisares "dou-te nas orelhas" para ficares fino e veres que o teu trabalho no blog tem valor. xD

Vá, desculpem refiro-me só ao Tiago porque foi o que "desabafou"

Abraços
Paulo

Clube Dos Livros disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Célia M. disse...

A única coisa que te posso dizer é que não é a frequência dos posts que traz mais ou menos visitantes, mais ou menos comentários. Claro que convém manter uma certa regularidade, que não é tarefa fácil e exige muita disciplina, mas o mais importante é a qualidade e nesse aspecto tenho a dizer que este blog é um dos que mais gosto de visitar (como já tinha dito antes).

Quanto aos comentários, é sempre bom e animador recebê-los, mas não desanimes se não os tiveres... eu raramente comento, porque senão teria de fazê-lo nos milhentes blogs que sigo, mas leio todos os posts. Não te sintas obrigado a comentar para teres um comentário de volta... com o tempo, acabei por perceber que, mais importante que os comentários, é teres consciência que estás a fazer um bom trabalho, o resto vem por acréscimo.

Queria ainda acrescentar que partilho do teu gosto por blogs com identidade... Acaba por ser como as pessoas: se forem iguais a todas as outras que conhecemos, sem originalidade, perdem quase todo o interesse.

Continuação de bom trabalho!

Marco M. disse...

Os meus 2 cêntimos, porque me custa ver o autor de um dos blogs que sigo a sofrer.
eu sou dos que raro comento, só mesmo muito raramente tal como agora :)
Eu sigo muitos blogs tanto nacionais como internacionais relacionados com livros, tal como eu, acho que muita mais gente. E o teu é um dos que passo diariamente para ver novidades quer elas estejam quer não, quando elas estão são sempre um prazer poder ver novidades passatempos e criticas, se não tiveres amanha é outro dia.
Não desesperes, tu retribuis o que o mundo dos livros te dá a ti, e pedir que seja diariamente é exagero. faz o teu melhor trabalho que nós estaremos cá para te acompanhar.
Força e Parabéns pelo excelente Trabalho

macy disse...

Tiago não desanimes porque o teu blog é óptimo e assim deve continuar.
Eu visito-o praticamente todos os dias e acho que é o primeiro comentário que faço.... Sou uma grande preguiçosa.....
Mas vou estar mais atenta a esse facto (realmente deve ser agradável e importante para vocês ter feedback de quem vos lê)!
Muitos Parabéns e força para continuares o excelente blog que aqui tens!
Abraço
macy

bruno disse...

Antes de mais parabéns pelos 2 anos deste blog, que venho a seguir há mais de 1 ano.
Não desanimes se não receberes comentários, não desanimes se houver dias que não possas publicar um post no blog... fica contente por muitas pessoas seguirem o LydoeOpinado e gostarem dele cada vez mais com as vossas fantásticas iniciativas que marcaram a diferença a partir de Janeiro.
Continuem com o excelente trabalho e se puderem arrisquem mais e melhor :)

Arisu disse...

Por acaso nunca e preocupei muito com a regularidade com que posto no blog nem com o número de visitantes ou de comentários. Posto sobre a leitura porque me dá imenso gozo fazê-lo, mesmo que seja só para mim. Eu sou daquelas que pouco comenta, mas que leio os posts com interesse e devo dizer que A D O R O o Lydo e Opinado, não pela regularidade dos posts, mas pela qualidade e pela paixão com que são escritos.
Às vezes também fico um pouco desmotivada com certos livros e também me apetece mais fazer outras coisas, mas aprendi a não me sentir culpada com isso. O que interessa depois é a qualidade da crítica que faço tenha sido menos ou mais demorada :D

Muitos parabéns pelos dois anos do Lydo e Opinado e continua a presentear-nos com o melhor deste blog (sem te sentires pressionado!) ;D

Blog Widget by LinkWithin