sexta-feira, 12 de junho de 2009

Os Maias (Leitura "agendada")

A pedido da minha professora de Português, eu e o resto da minha turma devemos ler Os Maias durante as férias de Verão. A obra dispensa apresentações, assim como o seu autor, Eça de Queirós. Considerado por muita gente como uma das obras mais importantes escritas por um português, as expectativas para o que vou encontrar são relativamente elevadas. Não será para já, mas até ao fim de Agosto espero tê-lo lido.

Sem muito mais a acrescentar, sei que é uma história que retrata Lisboa algures no século XVIII ou XIX; tem como protagonistas a família Maia, nomeadamente a terceira geração desta, na qual se gera um amor proibido, entre dois irmãos.

Já leram? Gostaram?

Tiago

5 comentários:

fairybondage disse...

Já o li à muito tempo, também quando fui obrigada pelo plano curricular! lol lembro-me que custa um bocadinho a começar, porque tem uma descrição realmente longa da casa e só mais para o meio do livro é que começamos a ficar empolgados pela história!
Devo admitir que não foi dos meus livros favoritos! Dos livros que fui "obrigada" a ler na escola gostei muito de Vergilio Ferreira a "Aparição".
Mil beijinhos

Kath disse...

Eu gostei. ^^

Leto of the Crows disse...

Ah... eu não gostei muito. A história não faz muito o meu género. Gostei mais do Memorial do Convento ^^

Homem do Leme disse...

Já o li várias vezes, aliás costumo dizer que ando sempre a ler Os Maias. A verdade é que por vezes sinto vontade de reler algumas páginas e lá pego novamente neste livro, numa das várias edições que tenho, pois colecciono edições deste livro. Por aqui já podes ver que ADOREI este livro, ou melhor ADORO! É um dos livros da minha vida.

Wild Angel disse...

Custou um bocado a começar e achei o inicio chato... Lá está, muita descrição, que nunca mais acabava. A certa altura, a acção começa e ficava entusiasmada para saber o que iria encontrar na página seguinte :P

De qualquer das maneiras, também achei o Memorial do Convento mais interessante ;)

Blog Widget by LinkWithin