terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Entrevista Exclusiva a... José Rodrigues dos Santos!

Autor de sete romances e de mais quatro ensaios, José Rodrigues dos Santos é um jornalista e escritor português, nascido em Moçambique (nos tempos em que esta era ainda uma colónia portuguesa). Tem actualmente 45 anos, e trabalha na RTP. Entre os seus romances, todos eles best-sellers, incluem-se os mais conhecidos: A Filha do Capitão, o Codex 632, O Sétimo Selo e agora o mais recente Fúria Divina.

O Lydo e Opinado convidou o autor a ser o próximo escritor a ser entrevistado exclusivamente para o blog, e este aceitou. Devido ao pouco tempo do próprio, a entrevista foi reduzida a apenas nove perguntas. O Tiago e a Sara estiveram inclusivé na apresentação da sua mais recente obra, no C. C. Colombo, onde tiveram oportunidade de ter um autógrafo do autor e de trocar breves palavras com ele.

Espermos que seja do agrado de todos os leitores do blog a entrevista que lhe fizémos. Muito obrigado ao José Rodrigues dos Santos pela disponibilidade que teve em fazê-la. E a todos vocês que a vão ler!

Lydo e Opinado: José Rodrigues dos Santos: viveu grande parte da sua infância em Moçambique, mais concretamente na cidade de Tete, onde conviveu de perto com a Guerra Colonial. Como foi viver enquanto criança no meio dos conflitos armados? E até que ponto isso o marcou?

José Rodrigues dos Santos: Quando se é criança aceita-se tudo com naturalidade, uma vez que não temos termos de comparação. Nesse sentido, foi uma infância normal.

LO: Que livros que leu o marcaram mais até hoje? Houve algum que tenha mexido de uma forma especial consigo? E o que está a ler actualmente?

JRS: O livro que mais gostei de ler foi "Of Human Bondage", de William Somerset Maugham. Estou a ler agora "O Pintor de Batalhas", de Arturo Pérez-Reverte.

LO: Publicou o seu primeiro romance, «A Ilha das Trevas», em 2002. Este foi de facto o primeiro que escreveu, ou antes disso, na sua adolescência, por exemplo, escreveu algumas histórias?

JRS: Na adolescência fiz apenas histórias de banda desenhada.

LO: Os seus romances dividem-se essencialmente em duas categorias: romance histórico, e policial/investigação. Qual é o género que lhe dá mais prazer escrever, e porquê?

JRS: Gosto dos dois e gosto de os variar. Se fizer só um género sinto-me aborrecido. Variar entre eles dá-me mais prazer.

LO: É difícil conciliar a vida pessoal, de escritor, e de jornalista?

JRS: Não, é fácil. Quem corre por gosto não cansa.

LO: Entre todos os livros que já escreveu, qual aquele que aconselharia a alguém que ainda não tivesse lido nada seu? Por qual começar?

JRS: É-me impossível dar um conselho certo porque tudo depende da pessoa a quem se dá o conselho. Para umas pode ser mais indicado um livro e para outras outro.

LO: O seu novo livro, Fúria Divina, fala acerca do Islão, e da Al-Qaeda. Exigiu muita investigação? E considera que o facto de ser jornalista lhe ajuda na altura de investigar, no começo dos seus romances?

JRS: Sim, exigiu muita investigação - como de resto acontece com todos os meus romances. Este não foi excepção. Mais do que o meu background de jornalista, na investigação ajudou-me mais o meu treino enquanto professor universitário.

LO: E, neste momento, já está a escrever num novo projecto? Se sim... será que pode adiantar se será romance histórico, policial, ou um novo género ainda não explorado?...

JRS: Tenho outros projectos em mão mas nada posso adiantar.

LO: Muito obrigado pela entrevista concedida, José Rodrigues dos Santos. Alguma última palavra ou mensagem para os leitores que o seguem e lêem os seus livros de forma assídua?

JRS: O verdadeiro poder está no conhecimento. E o conhecimento encontra-se encerrado nos livros. Um livro é uma janela para o mundo e quem a souber abrir pode conquistá-lo.

Esperemos que tenham apreciado a entrevista; o Lydo e Opinado ficou tão entusiasmado com este sistema de entrevistar autores que desde este momento nos comprometemos a tentar entrevistar um escritor/editor/personalidade ligada à escrita por mês, e pulicar a entrevista no blog! Não prometemos nada, mas vamos empenhar-nos muito para isso... :)

Já leste algum livro de José Rodrigues dos Santos? Gostaste? Ainda não leste? Tencionas começar por qual?... Gostaste da entrevista?... Expressa-te :D

A Equipa do Lydo e Opinado

9 comentários:

●Bia disse...

o proximo livro que hei de ler sera "a filha do capitao" dizem que esse livro é excelente! ^^

Voces tem que fazer isso mais vezes!

p a t r í c i a * disse...

E vão fazer xD

Então, sem conselhos para começar... acho que as minhas próximas leituras não vão incluir nenhum livro dele. Mas mesmo assim, os livros podem ser bons :)

Andreia* disse...

Gostei muito desta entrevista tal como tinha gostado da entrevista com Juliet Marillier.

Espero que consigam mais aderência por parte de escritores de modo a alcançarem o vosso objectivo.

Jojo disse...

Parabéns pela entrevista!

Eu ainda não li nada de José R. dos Santos com muita pena minha. Mas estou a pensar reparar isso brevemente com o Ilha das Trevas.

SkyStorm disse...

Já li praticamente todos os livros deste grande Senhor! Faltam-me só os dois últimos, um dos quais já cá tenho em casa e o outro já está encomendado.

O "A Ilha das Trevas" é de um realismo impressionante, fica o aviso às pessoas mais sensíveis. Talvez seja pelo facto de sabermos que aquilo que está escrito não é mera ficção.

Parabéns ao JRS pelo seu sucesso no mundo da escrita.

E, acima de tudo, parabéns ao Lydo e Opinado.

Jacqueline' disse...

Já li todos os seus romances à excepção d' A Ilha das Trevas e d' A Fúria Divina, sendo A Filha do Capitão o meu livro preferido dele.

Parabéns ao Lydo pela iniciativa, que venham mais entrevistas!

Isabel Maia disse...

Já li "A Fórmula de Deus" e "O Sétimo Selo", tenho na estante o "Codex 632" e na wishlist estão os restantes livros do autor.
Gosto bastante da escrita de Rodrigues dos Santos, apesar de admitir que a torrente de informações ao longo dos seus livros por vezes é cansativa.
Parabéns pela iniciativa e espero que mais escritores tenham esta abertura para ser entrevistados.

Boas leituras :)

Susana Pires disse...

Parabéns pelo projecto! É muito bom ver-vos com um grande empenho e carinho pela leitura. Continuem o bom trabalho ♥

Andreiia (Nico ) disse...

a tao desejada entrevista :D

O JRS é um dos grandes senhores da actualidade. Um exemplo para todos. Admiro-o imenso, assim como as suas obras.

Já tive oportunidade de ler " A Formula de Deus ", "O Setimo Selo" e o "Codex 632"..impressionou-me pela maneira como nos prende do inicio a fim, pela quantidade de conhecimentos que adquirimos ao virar de cada pagina.. cheguei a comparar o estilo de escrita a um escritor que tambem admiro muito, Dan Brown.

Parabens pela entrevista! Queremos mais hehe

**

Blog Widget by LinkWithin