sábado, 2 de agosto de 2008

Danças na Floresta - Crítica



Volto a falar de Juliet Marillier e dos seus livros fantásticos. "Danças na Floresta" é um livro interessante, não tão pormenorizado como "A Filha da Floresta" ou os outros dois livros que pertencem à trilogia Sevenwaters, mas é um bom livro.


Juliet usa uma vez mais o cenário de floresta, de fantasia e principalmente a luta que as personagens principais sempre têm nas suas obras. Uma das coisas que me agrada bastante ao ler livros desta senhora, é a capacidade fantástica que tem de me surpreender. Os acontecimentos são bem descritos, as personagens elaboradas e bem trabalhadas na história, os "cenários" são rodeados de magia e de pura imaginação.


Qualquer dia vou ter uma estante só com Juliet Marillier porque, e se calhar não devia dizer mas pronto, é a minha escritora favorita.


Em breve, e penso que vai acontecer, vão ter uma novidade em relação a esta e a outros escritores. Um novo espaço vai ser criado neste blog que vão adorar. Tenho a certeza que sim.

Personagem Favorita: Jena
Aspectos que ajudam a ser a personagem principal: Determinada, amiga, responsável, ponderada.
Nota atribuída (0/10): 8 (Muito Bom)

5 comentários:

p a t r í c i a * disse...

Na minha opinião isso está bem opinado. Já li esse livro e gostei muito, no entanto a minha personagem preferida não é a Jenica, mas o Gogu ou o Cezar. O Gogu pelos seus pensamentos e os seus actos sábios. E o Cezar por ser uma pessoa comum, com actos que algumas pessoas da vida real poderiam fazer.
Este foi o primeiro livro da Juliet que eu li, e como tal, achei muito bom, e não posso fazer comparação com outros livros dela.

p a t r i c i a *

Henrikossauros disse...

fixe, agora fiquei com vontadede o ler!!!

parece-me ser interessante!!

Este blog tem muito que se lhe diga, está espectacular!!!

Passa pelo meu blog:)

Kath disse...

Sim, não há comparação possível entre este livro, que a própria Juliet (eu vi-a! ela também é fofa! *.*) disse ser mais infantil que qualquer um dos outros - apesar de essa infantilidade se reflectir mais em termos de tamanho do livro que noutro aspecto, talvez em algumas relações entre personagens - e a trilogia Seventwaters.

Gostei mais deste, contudo, que do primeiro das Crónicas de Bridei, que me pareceu muito mais parado que qualquer um dos outros.

A minha personagem preferida também não foi a Jena, antes o Gogu pela força que teve durante tantos anos em sapo. O Cezar também estava bem construído, dos melhores vilões da Juliet, exactamente por essa realidade que o caracterizava. ^^

FRANCISCO NOREGA disse...

Bem, com os vossos comentários fiquei ainda mais curioso =P
Só acho que isso de se rotular os livros de infantis é idiota. Então lá por ser mais pequeno e talvez menos profundo é infantil? Hmph.

Se bem que antes deste devesse acabar de ler primeiro Sevenwaters... e a Song Of Ice and Fire... e a Saga dos Otori... e... ok, já me calei.

Mariposa disse...

Não podia faltar o meu comentário, claro. Gostei da crítica ao livro. Agora não podes perder a continuação da história, "Cybele's Secret" (imagino que a tradução será "O segredo de Cibele"), prevista para sair já em Novembro ;) Desta vez, a história é focada na Paula, que parte numa viagem para Istambul onde conhece um segurança turco e um capitão português que lhe vão dar às voltas ao coração...
Quanto a vilões, se és fã da Juliet, tens de admitir que o melhor do todos não está nestes livros e sim em "O Filho de Thor"... (Grande Somerled!) :)

Blog Widget by LinkWithin