quarta-feira, 12 de março de 2014

Epílogo

















Livraria Shakespeare & Company, Paris

Talvez o espaço mereça esta nota de rodapé, dois anos passados desde a última actualização. Não morremos para a literatura; o impacto que esta representou nas nossas vidas durante a adolescência está cartografado neste armazém de críticas, entrevistas e comentários diversos. Quem se afoga em tamanho mar de letras não emerge inalterado. O Lydo e Opinado, como projecto, está encerrado. Quem por aqui escreveu não deixou de seguir para as áreas das letras ou da cultura. O espírito crítico apurou-se, porque desceu às catacumbas do essencial e, questionando-se a si próprio, assume-se agora como orgulhosamente contrário à opinião de outrora. A sensação de poder quando o eu do presente entra em conflito com o eu do passado, num estado tranquilo que persegue ainda novas contradições. Que este epílogo sirva de esclarecimento a quem eventualmente ainda venha aqui dar, por uma ou outra pesquisa num motor de busca. Leiam e opinem: sempre por esta ordem.

2 comentários:

Luiz Veríssimo disse...

Eu fui um grande leitor do Lydo e opinado e frenquentemente usei suas criticas como referencia sobre o que eu deveria ler. Só tenho a agradecer por esses anos e se possível pedir um outro lugar para acompanhar as suas criticas ou um outro blog de sua confiança que faça criticas literárias tão boas quanto as que eu acompanhei aqui.

Meu Email: kvothesempere@gmail.com

Willian Kenji disse...

Também gostaria de agradecer ao site. Acabei descobrindo esse blog aleatoriamente na internet após terminar a leitura de "Caçando Carneiros", e fiquei espantando com a competência crítica de leitores tão jovens. Assim como um dos escritores do Lydo, também tive minha fase Murakami. Talvez por causa disso, identifiquei-me tanto com a preferência literária do "expediente" do blog.
Aproveito pra dizer que sou brasileiro; portanto, saibam que seus escritos atravessaram mares! Adoro os portugueses e tenho lido muita coisa que vem daí (Saramago, Lobo Antunes, Lídia Jorge... além dos clássicos Pessoa, Eça, Garrett, etc.).
Também peço que vocês deixem um endereço de outro blog em que vocês continuam a fazer críticas.

Meu e-mail: willian.kenji.tanaka@gmail.com

Blog Widget by LinkWithin